Isca digital de Alta Conversão: Como Criar a Sua e Obter leads poderosos

Não é de hoje que as iscas digitais são pauta frequentes dentro do ramo publicitário e do marketing digital. Há muitas décadas elas são utilizadas dentro do marketing como uma estratégia para conseguir contato mais direto com os consumidores. No entanto, dentro da era digital, conseguir atenção dos usuários tem se tornado uma tarefa bem mais complicada.

Atualmente, alguns formatos já estão esgotados e já não apresentam os mesmos resultados que tinham antes, por isso, é necessário inovar e fazer algo diferente do convencional.

Sabendo disso, separamos aqui as melhores dicas para você que deseja criar uma isca digital de alta conversão dentro do seu site. Através dela, vai ficar bem mais fácil conseguir leads novos e quentes todos os dias. Acompanhe abaixo!

O que é isca digital

Chamamos de isca digital aqueles produtos que anunciamos com o objetivo de conseguir um contato do cliente. E-mail e número de telefone são os dados mais utilizados. Ou seja, oferecemos algo em troca de outro.

Com o contato do usuário, pode-se anunciar cada vez mais produtos e manter uma linha mais próxima, aumentando as chances do usuário clicar no botão comprar na sua página de vendas.

Como saber o que seu público quer

Entendendo o que é isca digital, fica evidente o quanto é importante entender exatamente o que seu público deseja. Afinal, de nada adianta oferecer um produto de qualidade, mas que não atende as necessidades dos consumidores. Sabendo disso, pode-se seguir dois caminhos para conhecer seus clientes:

1.   Entenda as dores dos usuários

Se tem algo que cria conexão entre fornecedor e usuário são as dores dos clientes.

Desse modo, para criar uma isca digital de alta conversão, busque conhecer quais são os problemas que seus consumidores desejam sanar. Falta de informação e demora em determinados serviços são apenas alguns casos frequentes.

Para compreender exatamente como você pode ajudar, faça uso dos comentários, pesquisas em redes sociais e perguntas para a sua lista de clientes.

2.   Pratique a empatia

Mais um fator que ajuda bastante a entender o que o público deseja receber: se colocar no lugar dele. Pratique a empatia tanto em relação à ideia quanto aos produtos oferecidos.

Ele é de qualidade? Transmite as informações que prometeu? É de fácil acesso? Ajuda a resolver o problema descoberto anteriormente?

Essas são apenas algumas das perguntas que você deve fazer e responder ao colocar o item dentro do mercado. Se todas as respostas forem sim, quer dizer que a isca digital criada vai atingir sucesso e um bom número de conversão.

Tipo de conteúdo para oferecer

Entendendo quais são as necessidades dos seus consumidores, outra questão surge: em qual formato oferecer esse conteúdo? Afinal, dentro do meio digital as opções são muitas e atendem diferentes tipos de pessoas.

Para definir a melhor alternativa, é importante compreender o seu público alvo. A faixa de idade, por exemplo, influencia diretamente na escolha. Adolescentes costumam preferir vídeos a e-books. Quem está na meia idade, pode até gostar de vídeos, mas preferem um formato mais didático, como as aulas.

Dentre as opções que fazem mais sucesso dentro do mercado e costumam ser iscas digitais de alta conversão temos:

  • E-books;
  • Vídeo aulas gratuitas;
  • Webnário;
  • Infográficos;
  • Áudios e podcasts.

Crie conteúdos exclusivos para os seus assinantes

Depois de perceber que a sua isca digital está fazendo sucesso, torna-se evidente que é preciso praticar a manutenção dos seus clientes. Afinal, assim como eles foram capturados em algum momento, podem ser perdidos também, fazendo o cancelamento do canal de contato.

Sendo assim, algumas dicas podem ajudar bastante a sempre manter a sua lista satisfeita.

A primeira delas é evitar o excesso de informação. Com toda a certeza é tentador enviar diversos e-mails por dia, comunicando cada passo e promoção dos produtos a venda.

No entanto, para o consumidor esse contato em excesso se torna maçante e cansativo. Ninguém deseja ter sua caixa de e-mail abarrotada de spam por conta de um conteúdo que assistiu na semana passada.

Sabendo disso, utilize a sua lista com moderação. Comunique apenas aqueles produtos que fazem sentido com a isca utilizada ou quanto uma promoção é realmente arrebatadora. Desse modo, o cliente não perceberá que, de fato, caiu em uma isca, e sim verá os e-mails como um canal de contato real e próximo a você.

Outra dica bem bacana é criar conteúdos exclusivos para quem já caiu na sua isca. 

Eles devem fazer sentido com o primeiro utilizado, como e-books com temas parecidos ou aulas complementares as já vistas. Assim, de maneira simples e rápida, é possível manter seu cliente feliz e satisfeito com seu trabalho.

Ao contrário do que muitos pensam, isso não é um prejuízo para a empresa. Afinal, na maioria das vezes o custo de produção desses conteúdos nem se compara a porcentagem de lucro obtido através deles. 

Além disso, pode-se sempre colocar o link para um canal de contato próximo a marca, como o telegram. Dessa forma, a chance de vendas cresce ainda mais.

Entregue conteúdo de muito valor e chame para o seu produto

De nada adianta ter uma isca de alta conversão e chamativa se o cliente se sente insatisfeito ao fim dela. Mesmo que o contato dele já tenha sido repassado e o e-mail já faça parte da sua lista, provavelmente toda tentativa de contato posterior será ignorada.

Sendo assim, ao colocar a sua isca digital dentro do mercado, sempre priorize a qualidade acima de tudo. Contrate profissionais experientes para redigir e forneça informações que fujam do óbvio. Apenas fazendo isso cria-se a chance de o cliente ter fidelidade ao seu nome e a sua marca.

Além disso, outro ponto que não deve ser esquecido é que a sua isca digital deve falar sobre o seu produto de venda. Caso contrário, seu serviço terá como único objetivo fornecer informação gratuita e direcionar para a compra em empresas concorrentes.

Todo serviço pode ser divulgado, seja por meio de um link com call to action no fim do e-book ou uma citação durante a aula.

O importante é que o usuário tenha em mente o seu nome e não esqueça que aquelas informações estão sendo transmitidas por você. Desse modo, quanto optar por comprar algo relacionado, sua marca também será a primeira a vir em mente.

Caso não perceba um modo de direcionar diretamente para as suas vendas, deixe o contato das suas redes sociais. Dessa forma, o cliente conseguirá conhecer mais de você, ver os produtos que você oferece e, automaticamente, se interessar por eles.

Ter uma isca digital de alta conversão é o desejo de todas as pessoas que trabalham com marketing digital. Afinal, além de ajudar na consolidação do nome da empresa, é o melhor e mais direto contato com os possíveis consumidores.Sendo assim, anote todas essas dicas e comece hoje mesmo as pesquisas para a criação da sua nova isca. Seguindo esse passo a passo, com toda a certeza você receberá leads quentes e com um poder gigante de conversão!

Baixe Seu Ebook

Baixe Seu Ebook

Comece a montar seu negócio online

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Importante: Este site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos sites, você concorda com tal monitoramento.